Brother Chidananda

 

Irmão (Swami) Chidananda tem sido monge da Self-Realization Fellowship (SRF) há 40 anos e membro dos Conselhos de Diretores da SRF e da YSS nos últimos oito anos. Quase desde o começo de sua vida monástica ele trabalhou com Sri Mrinalini Mata, recebendo seu treinamento permeado de sabedoria e em sintonia com o Guru, enquanto a ajudava na revisão e edição das palavras de Paramahansa Yogananda e em outras publicações da SRF. 
  
Um despertar para servir a Deus e à obra da SRF
Nascido em 1953 em Annapolis, Maryland, seu primeiro encontro com os ensinamentos de Paramahansa Yogananda e sua obra da Self-Realization Fellowship se deu em Encinitas, no começo da década de 1970, quando era estudante de sociologia e filosofia na Universidade da Califórnia, em San Diego. Atraído por seu longo interesse na espiritualidade da Índia, Irmão Chidananda visitou o Ashram da SRF em Encinitas, ao norte do campus da universidade, um ponto de referência familiar a muitos estudantes que moravam nas comunidades litorâneas adjacentes.
Alguns meses depois, deparou-se com uma cópia da Autobiografia de um Iogue e foi instantaneamente cativado pela grande sabedoria e consciência divina que se expressavam naquelas páginas. Durante seu último ano na universidade, inscreveu-se para receber as Lições da Self-Realization Fellowship e começou a frequentar os serviços da SRF em Encinitas. Ele se sentiu profundamente inspirado pelas palestras do Irmão Anandamoy, que era o ministro do templo naquela época, e também se beneficiou de seu aconselhamento pessoal. Foi nesse ambiente sagrado – tão permeado com as vibrações de Paramahansaji – que ele foi profundamente influenciado pelos monges e monjas que ali viviam, e o desejo de dedicar sua vida inteiramente à busca de Deus e ao serviço à obra de Paramahansa Yogananda como discípulo monástico despertou quase que imediatamente.

Irmão Chidananda entrou no ashram de postulantes monásticos em Encinitas em 19 de novembro de 1977, e lá passou um ano e meio sob a orientação estrita e amorosa do Irmão Premamoy, o santo tutor e responsável pelo treinamento dos jovens monges. Foi o Irmão Premamoy quem sugeriu a Sri Mrinalini Mata que considerasse a ideia de aceitar esse jovem monge no Departamento Editorial da SRF. Em abril de 1979, após concluir seu treinamento de postulante, Irmão Chidananda foi transferido para a Sede Internacional da SRF em Mount Washington, e foi imediatamente designado ao trabalho editorial no Departamento de Publicações, servindo sob a direção de Mrinalini Mata e sua corredatora-chefe, Sahaja Mata, ambas as quais tinham sido pessoalmente treinadas pelo Guru para revisar seus escritos e palestras a ser futuramente publicados.
Pouco após o falecimento de Sahaja Mata em 1996, Irmão Chidananda foi indicado pela então presidente Sri Daya Mata para o Conselho Internacional de Publicações da SRF/YSS, no qual ele serviu em estreita colaboração com Daya Mata e Mrinalini Mata até o falecimento da primeira, em 2010. Durante esse tempo, ajudou essas duas veneráveis discípulas diretas na preparação e publicação de muitas obras, incluindo-se os volumosos comentários de Paramahansaji sobre as escrituras (God Talks With Arjuna: The Bhagavad Gita e A Segunda Vinda de Cristo: A ressurreição do Cristo interior), bem como todas as outras publicações da SRF lançadas a partir de 1980 até hoje. Após anos recebendo de Daya Mata, Mrinalini Mata e Sahaja Mata um treinamento progressivamente mais profundo, ele foi designado por Mrinalini Mata para sucedê-la após seu falecimento, como redator-chefe das publicações da SRF/YSS.

Em 1997, Irmão Chidananda recebeu de Sri Daya Mata os votos finais de sannyas. Seu nome monástico Chidananda significa “bem-aventurança (ananda) por meio da infinita Consciência Divina (chit)”. Ministro ordenado da Self-Realization Fellowship, ele tem compartilhado os ensinamentos de Paramahansa Yogananda em visitas monásticas e programas de retiro nos Estados Unidos, Canadá, Europa e Índia – bem como na Convocação Mundial da SRF realizada anualmente em Los Angeles. Em 2009, foi indicado por Sri Daya Mata para membro dos Conselhos de Diretores da SRF e da YSS, e também serviu por muitos anos na comissão de supervisão que fiscaliza as múltiplas atividades e operações da SRF sob a direção da presidente.

 “Buscar juntos a Deus como o único Amado de nossas almas…”
Falando aos discípulos monásticos da SRF depois que sua eleição foi anunciada, Irmão Chidananda disse:
“É com humildade e consciência de que Gurudeva Paramahansa Yogananda será sempre o líder desta organização que peço as orações e a ajuda de todos vocês enquanto procuro atender ao pedido de nossas amadas Sri Daya Mata e Sri Mrinalini Mata para seguir em frente acompanhando seus passos. O compromisso delas de ser um canal puro do amor de Gurudeva – o divino exemplo de procurar sintonizar cada pensamento, decisão e ação com a vontade e orientação dele – tem sido a minha inspiração durante toda a minha vida no ashram; e é com um sentimento de responsabilidade sagrada que espero servir a esta grande obra de Deus e dos Gurus nos anos à frente, confiando na ajuda, nas orações, na boa vontade e na amizade divina de todos vocês.
“Cada um de vocês é um discípulo escolhido do Mestre, e eu tiro o pó de seus pés no reconhecimento de que é somente como uma família espiritual unida dos chelas de Gurudeva que podemos, juntos, continuar a promover esta grande obra da SRF/YSS, no mesmo espírito de divino amor, alegria e autoentrega – buscando Deus, como o único Amado de nossas almas, nesse espírito que nosso Guru nos impôs e o qual, profetizou ele, seria a vida e a força de sua organização por todos os tempos vindouros. Jai Guru! Jai Ma!”

Para a família espiritual da SRF/YSS em todo o mundo, Irmão Chidananda deseja transmitir a seguinte mensagem:
“Meus queridos: no amor de Deus e do Guru saúdo a todos vocês e peço as contínuas bênçãos Deles a todos nós enquanto trilhamos este abençoado caminho de meditação de Kriya Yoga e vivemos em sintonia com o Ser Divino que Paramahansa Yogananda nos trouxe. Em nome dele, sinto-me humildemente grato pela oportunidade de servir a todos vocês, como também se sentem todos os monges e as monjas nos ashrams da SRF/YSS. Como um grupo mundial de almas que buscam a Deus – seja como discípulo leigo, seja no caminho monástico – vamos nos unir, agradecidos pelas bênçãos espirituais destes ensinamentos e decididos a aprofundar nosso próprio sadhanae a comunhão interior com Deus e os Grandes Gurus. Que cada um de vocês sinta Suas bênçãos incessantes. Jai Guru!” 

 

 

 

Retiro de Armação: Av. Itapocoroi, 1393 Praia de Armação, Penha SC, Brasil